Praias com água azul e verde convidam para um mergulho.
Repórter conta como foi conhecer do litoral norte de Alagoas.

RTEmagicC_26042016_maragogi.jpg.jpg (620×251)

O repórter Fabiano Villela, de Belém, acostumado com o calor amazônico, deixou a grandeza dos rios para mergulhar no litoral de Alagoas. Ele ficou deslumbrado e conheceu praias de águas calmas, com tons de azul e verde de Maragogi. Ele mergulhou para ver mais de perto os peixinhos na piscina natural no meio do mar.  Veja como foi o passeio:

Eu saí de Belém às 14h20. Como daqui não tem voo direto para Maceió, tive que fazer uma conexão em Brasília. Só que o voo atrasou e no fim das contas, foram mais de nove horas de viagem.

À primeira vista eu já fiquei impressionado com a beleza da praia do Burgalhau, que parece o Caribe. Mistura de tons esverdeados com azuis. O passeio vai ser incrível, mas a primeira providência é passar muito filtro solar porque está um sol fortíssimo.

Agora nós vamos conhecer as piscinas naturais de Maragogi, que ficam em uma área de preservação ambiental onde tudo é controlado. Em Maragogi são três piscinas naturais que ficam mais ou menos a cinco, seis quilômetros da costa e o passeio é super tranquilo, o catamarã vai bem devagarzinho e dura mais ou menos 25, 30 minutos de viagem até chegar a uma das piscinas naturais.

Agora vem a melhor parte, que é descer do catamarã e aproveitar a paisagem. Já visitei várias praias do Nordeste, mas com uma piscina natural em Alagoas, eu nunca tinha visto uma coisa tão bonita assim. Fora que é muito calmo, a piscininha é agradável.

Uma das coisas mais legais do passeio, é claro, é mergulhar usando uma máscara e um snorkel super fácil, qualquer pessoa pode fazer e assim ver os peixes e os corais mais de perto.

Nas águas mais profundas das piscinas naturais, a gente também tem a opção de fazer mergulho com os cilindros. Qualquer pessoa, a partir de cinco anos, pode fazer esse mergulho com cilindro. Nossa, que sensação maravilhosa. Eu unca tinha mergulhado, muito lindo ver os peixes de perto, os corais, vale muito esse passeio. Demais!

Conversando com os moradores de Maragogi, eles disseram que a gente não poderia ir embora sem conhecer os bancos de areia da praia do Antunes. Em vez de fazer aquela caminhada tradicional pela beira do mar, muita gente faz a caminhada para dentro do mar porque são vários bancos de areia.

Já estou uns 15 minutos caminhando nos bancos de areia, e à medida que a gente anda, eu fico mais impressionado com a cor da água.  Parece que a água vai mudando de cor.

Depois de meia hora de caminhada, o nosso passeio termina em uma enorme barreira de corais. Depois de passar a manhã curtindo a praia, bate aquela fome. Em Maragogi tem vários restaurantes bons, e para todos os bolsos.

O último dia de passeio foi na zona rural. A gente resolveu pegar a estrada de terra, que nos leva até um assentamento, onde existe uma comunidade de mulheres que trabalha com artesanato feito com fibras de bananeira.

A associação ”Mulheres de fibra” garante uma boa renda com as peças que são vendidas aos turistas que visitam o assentamento.”

(Fonte: G1)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *